Quem sou eu

Minha foto

Escritora e Poetisa amante da natureza

UMA FOTO EM PRETO E BRANCO

30/09/2012

CADEIA DE MINDIM VI



Até
que
enfim

Foi
criado
o mindim

Luna
é seu
nome

Sábia
das
letras

É
dela
a criação

Palmas
pela
ação


Arjofe
Enviado por Arjofe em 30/09/2012







LUNA DI PRIMO-homenagem




Luna
Di
Primo

Criou
belos
versos

Honra
pra
ti

Graças
pra
nós

Mindim
tudo
de bom
Aila Brito


Enviado por Aila Brito em 30/09/2012




23/09/2012

Cadeia de Mindim



Cadeia de Mindim - 14

                            A
                            minha
                            mestra

                            Luna
                            di
                            Primo

                           todos
                           os
                           mindins

                           do
                           mundo
                           quero

                           dar
                           pois
                           ela

                           me fez
                           a
                           cada

                           mindim
                           ouvir
                           versos

                           que
                           fluiam
                           aqui

                           bem
                           dentro
                           de mim

                           E
                           assim
                           abri

                           os
                           olhos
                           e de

                           vez
                           pude
                           entrar

                           nesse
                           mundo
                           doce


 ****************************************************

                           E eu
                           Lhe dou
                           Todos

                           Pra que
                           Voltem
                           Pra mim
                       
                           E Assim
                           Pelo
                           Ar vão

                           e veem
                           A todos
                           Levar

                           Esse
                           Canto
                           Mindim

                           Luna
                           Di
                           Primo


      Obrigada amiga poetisa-recantista por teu precioso dueto                    
Giovânia Correia e Luna Di Primo
Enviado por Giovânia Correia em 20/09/2012


22/09/2012

MINDIM, NOVA MODA DOS POETAS





                            ACRÔSTICO

          MINDIM, NOVA MODA DOS POETAS


                             8


          M uito lindo,meigo e terno
          I nteligente, mini conto
          N ada, fica á desejar
          D entre as outras modalidades poéticas
          I nteiro, na sua construção
          M esmo assim, tão mini...

          N unca nos cansará
          O H! Beleza, pequenino!
          V ocê chegou, pra ficar
          A migo de todos os Poetas

          M as, o tempo urge e
          O s 500 MINDINS, postados que o RL
          D eterminou, para cadastrá-lo
          A inda não foram atingidos e que

          D eus nos ajude, pois
          O utras modalidades poéticas, já venceram
          S omos nós, agora, só falta você,

          P orém, serás sempre gracioso em
          O rdem e perfeição pois
          É s filho da POETA, LUNA DI PRIMO
          T oda prosa e feliz
          A gora, e imagine depois que
          S ouber da sua classificação...!
marne pimentel



Luna Di Primo



Luna Di Primo

Luna
Di
Primo

Pensei
Que
Mindim

Fosse
Bem
“Facin”

Tentei
Fazer
Assim

Este
Fiz
“Certin”?

Quero
Brindar
Enfim

Salve
Salve
Tim-tim!!

Pacco



21/09/2012

DOIS MINDINS INCOMPLETOS



DOIS MINDINS INCOMPLETOS


Pró, mui
linda

                [é sua poesia]


Como
a Lua

                [em sua maestria]



Homenagem a poeta Luna Di Primo, pela sua bela criação: o MINDIM.

Como é difícil, professora, se expressar em duas sílabas... por isso arrisquei uma complementar QUEBRANDO A REGRA!.

Luna Di Primo: http://www.recantodasletras.com.br/autores/lunadiprimo

Detalhe: O primeiro Mindim é um ANAGRAMA do nome da homenageada.


Euclides Marques






20/09/2012

MINDIM, UM MANANCIAL DE POESIA




Escrever um mindim é uma maravilha,
Podemos reunir mais que uma família,
De palavras e com elas versejar,
A poesia não faz do poeta uma ilha,
E assim vamos escrevendo uma trilha,
E de três em três palavras assim rimar.

A escrita é feita clara e  irreverente
Aquecendo o coração de toda gente,
E assim podemos então sonhar,
O mindim é alegre e simplesmente,
Não combina com a tristeza e nem ressente,
Não precisa lágrimas derramar.

E assim vamos escrevendo os mindins,
São plantados em lindos jardins,
Para a vida das pessoas perfumar,
São flores amarelas e carmesins,
Entremeadas com os mais lindos jasmins,
Para as páginas do recanto enfeitar.

Estrela Radiante

14/09/2012

LUNA DI PRIMO




                 "LUNA DI PRIMO".

                   L'inda agora voa,
                  U'ma Fênix renascida,
                  N'ão foi à toa,
                 A' sua grande briga.

                D'edicou o seu tempo,
                I'ncansável e muito caro,

               P'oder nesse seguimento,
              R'estaurar esse fato raro.
              I'nteligente mulher poetisa,
             M'ostrou o quanto és positiva,
            O' seu jeito claro que nos motiva...  

por Jamil Luz







02/09/2012

NUM GALOPE À BEIRA-MAR





NUM GALOPE À BEIRA-MAR

Um dia montei meu cavalo Possante
Caminho da praia... Que belo passeio!
Botei sela nova, troquei o arreio,
Mostrei-lhe uma trilha, ali logo adiante;
Seu passo era firme, galope elegante,
E fomos só nós e a luz do luar,
Com o vento acenando de leve ao passar,
Na copa das árvores belas, frondosas...
Senti o perfume de flores e rosas,
Naquele galope pra beira do mar!

A noite avançou e nós dois nem notamos!
Chegamos à praia de areia brilhante,
A lua indo embora pra muito distante,
Bateu a saudade do amor que ficou
E o peito abafado tão logo chorou...
Chamei meu cavalo, deitado a me olhar,
Voltamos pra vila em veloz galopar,
Peguei meu amor, a rainha mais bela,
Que ali, de onde estava, pulou a janela
... E amou-me a galope na beira do mar! 









sabedores

Google+ Followers

ACADÊMICA

ACADÊMICA

MULHERES QUE TECEM O MUNDO

MULHERES QUE TECEM O MUNDO

LIDERANÇA PELA PAZ

LIDERANÇA PELA PAZ

A FLOR QUE EU ENCONTREI (Flor da Lua).