Quem sou eu

Minha foto

Escritora e Poetisa amante da natureza

UMA FOTO EM PRETO E BRANCO

21/05/2011

HOMENAGEM DE JC




O fim só Deus provera,,,
Se eu fosse.
O começo do seu fim.
Teria pena de mim.
Por chegar atrasado.
E nem conseguir sentir no ar.
Esse seu cheiro gostoso.
Que já me é peculiar.
Pois quando se aconchega em meus braços.
Tenho nem tempo de reclamar.
Por isso minha querida.
Sinto-me no começo.
O fim.
Só a Deus pertencerá,,,
JC. 
21MAI2011

3 comentários:

Anônimo disse...

Ei, não sabia dessa parte do seu blog.
Sabe por que.
Você é muito nariz em pé e sempre esta brigando comigo.
Mais achei legal essa parte da história.
Há muito tempo que nos conhecemos e sempre acontecem as brigas.
Por que quando o queijo desce ladeira abaixo, cada qual quer ser o primeiro a pegar.
E como dois bicudos não se beijam.
O trem passa e eles de malas não mãos.
Desconfiado um a olhar para o outro.
Ainda bem que foi homenagem minha para você.
É sinal que posso cantar de galo nesse terreiro.
Obrigado papuda por ter editado.
Tenha um bom dia.
Beijos Jorge.

Anônimo disse...

Comigo é assim,,,
Escreveu não leu o pau comeu,,,
Quando eu nasci.
Foi uma romaria no terreiro.
Os galos todos ficaram calados.
E as galinhas se empondo.
Foi ovo a dar com pau.
Tinha gente de toda cor.
Doidinhos para comerem ovo azul.
Mas ES que derrepente.
O dia virou noite e a noite nem se importou.
O sino do portão bateu.
E todos com medo de abrir.
Nos quartos foram se esconder.
O dia era vinte três de abril.
O ano já nem sei esqueci.
O que sei.
É que era dia do Santo Guerreiro.
E quem entrou pelo portão.
Foi um chefe de terreiro.
Pegando a parteira pelas mãos.
O homem falou.
O nome do rebento quero que seja Jorge.
E de presente esta peixeira lhe dá.
Um símbolo de valentia e lealdade.
E ai de quem se meter com esse meu afilhado.
Filho de Iansã com Ogum.
Que já vejo com o corpo fechado.
JC.

Anônimo disse...

Se você me emprestasse só por um pouco sua sabedoria.
Iria ti dizer assim como poucos.
Nada em questão pessoal.
Procuraria ser tão ou mais humilde.
Como o do ponto inicial.
E na destroca.
Quem de nos dois.
Poderia dizer.
Humildade e inteligência.
Claro que se combina.
AP.

sabedores

A FLOR QUE EU ENCONTREI (Flor da Lua).

ACADÊMICA

ACADÊMICA

MULHERES QUE TECEM O MUNDO

MULHERES QUE TECEM O MUNDO

LIDERANÇA PELA PAZ

LIDERANÇA PELA PAZ